29 de out de 2017

Tecnologia: onde investir? Veja opções

O site Entrepreneur lançou um desafio aos fundos de investimento para que fossem listadas as atividades mais importantes no contexto da tecnologia e que deverão receber o maior volume de capital nos próximos anos.

Veja abaixo quais os dez negócios que devem despontar conforme avaliações feitas através do uso de inteligencia artificial. Um dos destaques inclui a "casa inteligente" (ou Automação Residencial)




- A realidade aumentada será muito mais significativa do que a realidade virtual, pois moldará nossa maneira de ver e interagir com o mundo que nos rodeia.

- As tecnologias de reconhecimento e mapeamento de imagens serão implementadas em toda a indústria automotiva à medida que os fabricantes automotivos tradicionais se adaptem aos veículos auto-dirigidos.

- Os problemas associados à detecção de segurança e fraude online continuarão a se aprofundar, com implicações importantes para o governo e as empresas, e para o comércio móvel e eletrônico.

- A digitalização da educação está sendo realizada através de aplicações práticas integradas ao sistema existente, incluindo aplicações de ensino e treinamento, bem como jogos.

- Os drones estão sendo incorporados em ambientes de negócios, e as empresas líderes poderão expandir-se para as aplicações do consumidor no futuro.

- A casa inteligente está sendo desenvolvida através de uma gama de produtos de consumo acessíveis, incluindo assistentes virtuais, iluminação inteligente, sensores de segurança flexíveis e outros tipos de sensores e atuadores.

- À medida que a computação se torna mais integrada com a experiência humana, as novas aplicações de sensores inteligentes tornam-se realidade, incluindo análise de suor, fones de ouvido, autenticação ocular e hologramas.

- Ainda há grandes oportunidades de mercado no comércio eletrônico à medida que a moda se torna cada vez mais móvel e social.

- A inteligência artificial está conseguindo uma maior eficiência no trabalho, que envolve o gerenciamento de dados ou informações, incluindo bots, e as áreas de vendas e marketing.

- A tecnologia espacial continua a avançar em áreas como a propulsão de satélites espaciais e mineração.

*******************************************************************************
Conheça nosso curso em vídeo aulas "Como Criar e Consolidar uma Empresa em Automação Residencial" clicando aqui

25 de out de 2017

Fórum AURESIDE de Integradores realizado em São Paulo

Para discutir temas como Marketing, Vendas, Gestão e Inovação, mais de 20 empresas associadas à AURESIDE se reuniram nos dias 24 e 25 de outubro para o Fórum AURESIDE de Integradores.

Durante os dois dias do evento os temas foram discutidos com especialistas e consultores, conforme abaixo:

- Orlando Barrozo, editor da revista Home Theater & Casa Digital discorreu sobre a evolução das midias e sua utilização na divulgação de novos produtos, soluções e serviços
- José Pires Alvim Neto apresentou a ferramenta de gestão do Sistema Navis que será oferecida para as empresas associadas da AURESIDE utilizarem em suas atividades
- Andre Ramos de Andrade, supervisor de instalação da Construtora Tecnisa mostrou a percepção da construção civil a respeito da adoção e sistemas de automação nas edificações
- Marcelo Guglielmin, diretorr da Prumo Qualidade falou sobre vendas e fidelização de clientes
- Andre Leonardo de Oliveira, consultor do SEBRAE expos uma versão muito atual sobre inovação e modelagem de negócios.
- José Roberto Muratori e Fernando Santesso, por parte da AURESIDE, mediaram os debates que intercalaram as apresentações dos temas principais.

A partir deste primeiro evento que reuniu exclusivamente integradores associados serão iniciados novos processos de capacitação  visando aperfeiçoar e sedimentar as práticas modernas e eficientes de vendas e gestão.

O material apresentado no evento estará disponível na Plataforma Conectar exclusivamente para nossos associados.


Aqueles que não puderam comparecer presencialmente ao evento podem solicitar seu cadastro na Plataforma através do e-mail contato@aureside.org.br.

20 de out de 2017

Forum vai reunir integradores nos dias 24 e 25 de outubro

Uma iniciativa da AURESIDE, o Fórum AURESIDE Marketing, Vendas e Gestão, vai reunir nos dias 24 e 25 de outubro em São Paulo um grupo de integradores e empresas associadas para debater estes temas.

Recente levantamento elaborado pela associação mostra que apenas 35% das empresas do setor já atuam há mais de cinco anos no mercado, portanto existe uma grande quantidade de empresas que ainda caminham para a maturidade.

Neste sentido, foram identificadas carencias especificas destes empresários nas áreas de Marketing, Vendas e Gestão do Negócio, o que motivou a realização deste Forum.

Foram convidados especialistas destas áreas para apresentarem as suas mais recentes ferramentas e tecnicas para os participantes. A cada modulo serão conduzidos debates e os resultados destas discussões serão compilados posteriormente pela AURESIDE e utilizados para nortear futuras ações com os seus associados.

Uma novidade será a apresentação do Sistema Navis de Gestão, uma reconhecida ferramenta utilizada por escritorios de projeto que esta sendo personalizada para o nosso setor e que será oferecida após o Forum para utilização dos associados que mostrarem interesse.

A lista dos palestrantes pode ser conferida neste link

O evento será gratuito para todos associados da AURESIDE na categoria Beta (escritorios de projeto, instalação e integração). Para os demais profissionais que desejam participar existe uma taxa de inscrição.

Para saber mais detalhes sobre o evento e fazer sua inscrição, clicar neste link

15 de out de 2017

Seguradoras estudam o impacto das soluções de "casas conectadas" no seu negócio

Fonte: Insurance News Magazine

Pense em Automação Residencial e conectividade, mas no contexto das empresas de seguros - é assim que o diretor de seguro de casa do Reino Unido e a Irlanda da LexisNexis Risk Solutions colocou, quando a empresa anunciou as descobertas de pesquisas recentes sobre seguradoras e casas conectadas.

Aqui está o que o novo estudo do mercado de seguros de casa do Reino Unido encontrou:

  • 75% das seguradoras domésticas esperam que a tecnologia de casas inteligentes afete positivamente a mitigação de riscos.
  • Apenas uma quarta parte dos proprietários usa atualmente tecnologias domésticas conectadas.
  • 81% das seguradoras de casa antecipam que a indústria afetará a adoção de tecnologia inteligente.
  • 87% dos proprietários acreditam que reduzir o número de perguntas tornaria o processo de inscrição da cobertura doméstica mais fácil.
  • 85% das seguradoras domésticas pensam que a análise de dados será de grande relevancia no próximo ano ou dois.

De acordo com a LexisNexis, existe uma oportunidade para o mercado de seguros de casa desempenhar um papel mais ativo no envolvimento de clientes em tecnologias domésticas conectadas. Ele disse que a pesquisa mostrou que as seguradoras domésticas precisam superar as barreiras citadas pelos próprios consumidores. Estas incluem o custo percebido, a falta de valor percebido e a falta de informação e compreensão sobre a tecnologia.

"Acreditamos que os dados de tecnologia de casas inteligentes possuem enorme potencial para seguradoras domésticas", disse Jay Borkakoti, diretor de seguro para o Reino Unido e Irlanda, na LexisNexis Risk Solutions. "Pense em tecnologia doméstica conectada como semelhante a um dispositivo de telemática instalado em um carro com a seguradora recebendo alertas sobre falhas emergentes e informações baseadas em comportamento - fornecendo à seguradora informações fatuais sobre fatores conhecidos que geram riscos".

Borkakoti pensa que a combinação de dados da tecnologia de casa inteligente com análises avançadas ajudará as seguradoras locais a obter melhores perfis de risco, resultando em preços mais precisos. "Esta tecnologia conectada tem o potencial de mudar a função das seguradoras de pagar inednizações para evitar que a reivindicação ocorra em primeiro lugar", acrescentou.

12 de out de 2017

Relatório mostra forte crescimento da Automação Residencial nos EUA

Fonte: Telecompetitor.com

A porcentagem de casas conectadas nos EUA que possuem um dispositivo de automação residencial está crescendo rapidamente, de acordo com o Grupo NPD. Os pesquisadores avaliaram a adoção da automação domiciliar em 15% das residencias com Internet nos EUA em abril de 2017, contra 10% um ano antes.

"O crescimento que estamos vendo no número de casas com automação é uma indicação de que uma maior amplitude de produtos disponíveis, uma distribuição mais ampla e uma maior conscientização estão realmente adicionando usuários", disse Ben Arnold, diretor executivo do analista da indústria da empresa em um Comunicado de imprensa.




O Relatório da NPD descobriu que o valor das vendas de tais dispositivos aumentou 43% este ano. A maior fatia do setor é a segurança e dispositivos de monitoramento. Vídeo porteiros (crescimento de 123% este ano em relação ao período similar de 2016) e iluminação inteligente (crescimento de 83%) estão fazendo sentir o seu impacto. Controladores de sistema, energia e sensores, kits de automação residencial e fechaduras inteligentes mostraram crescimento similar.

Os alto-falantes sem fio ativados por voz (conhecidos como "assistentes virtuais") também tiveram um bom ano: sua penetração no mercado mais que triplicou ao longo de um ano e os produtos agora estão em 10% das famílias dos EUA. O relatório descobriu que 36 por cento dos proprietários existentes de dispositivos domésticos inteligentes também possuem alto-falantes ativados por voz e 65% estão interessados ​​em usar comandos de voz para controlar outros dispositivos domésticos. "Os alto-falantes habilitados para voz também desempenharam um papel fundamental ao catalisar o interesse na casa inteligente", disse Arnold no lançamento do relatório.

O crescimento da propriedade dos alto-falantes sem fio ativados por voz foi evidente em todas as faixas etárias. A pesquisa foi baseada na entrada de 2.600 consumidores que usaram comandos de voz para operar um dispositivo eletrônico de consumo. As pesquisas de 2016 e 2017 foram realizadas em um período de duas semanas em abril.

No final de agosto, o Gartner informou que o mercado de alto-falantes sem fio habilitado por assistentes pessoais virtuais passará de US $ 720 milhões em 2016 para US $ 3,52 bilhões em 2021.

5 de out de 2017

Comportamento do consumidor estimula os negócios de casas inteligentes

(Fonte: Twice.com - 27/9/17)

O clima foi decididamente otimista, particularmente para a multidão de integradores, na Conferência Insights da semana passada em Chicago, hospedada pelo Home Improvement Research Institute (HIRI).

A forte tendencia no mercado habitacional, em particular nas reformas, está aumentando o negócio de integradores de sistemas e instaladores de audio e video associados à CEDIA. Dave Pedigo, vice-presidente de Tecnologias emergentes da CEDIA, apresentou novas evidências de um forte crescimento, com o número de projetos por membros aumentando 5,4%, e os preços médios por projeto crescem ainda mais rápido em 7,7%.

Pedigo citou força em áudio distribuído, controles de iluminação e entretenimento ao ar livre como principais fontes de crescimento entre seus membros. À medida que os ganhos no cinema em casa e nos meios de comunicação se acomodam ligeiramente, os seus integradores estão vendo aumentos de 30% nos projetos relacionados à automação residencial, e espera-se  que 31,4 milhões de casas tenham instalação de sistemas de casa inteligente até o final de 2017.

Mas e o consumidor que está dirigindo todo esse crescimento? Jordan Rost da Nielsen postulou que são os consumidores "millenials" envolvidos que estão fazendo prosperar o mercado imobiliário e que o número dessas casas conectadas aumentará em 8,3 milhões de novas famílias até 2018.

Nos condomínios residenciais e em alguns varejistas pode se perceber a evolução dos negócios à medida que esses "gastadores conectados" compram de forma diferente e usam redes sociais para encontrar inspiração para suas casas, disse ele.

A expansão do consumidor conectado: conforme apresentado por Sarah Catlett e Laura Kennedy, da Kantar Retail, que os compradores da IoT estão sobrecarregados com a quantidade de informações que absorvem todos os dias. Mais de 75 por cento dizem que estão procurando simplificar suas vidas, o que está influenciando a forma como eles compram, o que compram e como eles criam seus espaços domésticos.

Na verdade, de acordo com um estudo do Kantar Retail, mais de dois terços dos entrevistados disseram que a experiência de comprar algo é tão importante quanto o próprio produto. Esta opinião foi apoiada por Christina Cooley, da J.D. Power, que mostrou que a satisfação que os consumidores têm com um aparelho e outros produtos domésticos é inextricavelmente ligada ao revendedor / integrador de quem o comprou. Cooley mostrou que os consumidores não separam sua satisfação pelo revendedor e pelo produto; para eles é tudo um e o mesmo.

Definindo o pano de fundo para o boom da casa conectada foi Joshua Rosenbaum da RBC Capital Markets, que apresentou uma perspectiva ainda mais otimista para o mercado imobiliário, em particular para o restante de 2017 e até 2018. A conquista da habitação continua forte, disse ele, apoiado por dados que mostram que os pagamentos de hipoteca permanecem acessíveis em relação às rendas. Isso está causando potenciais proprietários para tomar conhecimento, e as famílias mais jovens estão comprando desproporcionalmente casas em mercados americanos acessíveis.

Com o envelhecimento das unidades populacionais e a maior parte da população, o Rosenbaum previu um aumento de 4% nas despesas de remodelação e substituição até 2018.

Com base nessa perspectiva otimista, Kermit Baker, do Joint Center for Housing Studies da Universidade de Harvard, liderou o crescimento da melhoria domiciliar e reparou gastos em uma média de pouco menos de 6% para 2017 e 2018. Com o Home Improvement Index - um composto de várias empresas de capital aberto dentro do segmento - mostrando o dobro do desempenho do S & P 500, os participantes na conferência ficaram motivados com a tendencia para suas categorias, que incluem eletrodomésticos, eletrônicos, torneiras, pias, pinturas e janelas.

Para finalizar:: à medida que os comportamentos de compras continuam a evoluir, ficou claro o quão importante é que os fabricantes, integradores e os varejistas de produtos eletrônicos e eletrodomésticos de consumo estejam conectados com seus clientes, literal e figurativamente.

24 de set de 2017

Chamada de trabalhos para a 16a edição do Congresso Habitar

A 16a. edição do Congresso Habitar, tradicional evento realizado desde 2001 pela AURESIDE, acontecerá em maio de 2018 no São Paulo Expo, durante a realização da Tecnomultimidia Infocomm.

 A AURESIDE lançou uma chamada de trabalhos para que os interessados em fazer uma apresentação no Congresso possam se candidatar. Existem três macrotemas propostos para esta edição, a saber:
  • A casa conectada e a Internet das Coisas
  • Utilizando a tecnologia em função das novas tendências em habitação
  • Conforto, saúde e bem-estar nas edificações

As palestras do Congresso terão duração estimada em 45 minutos, podem incluir material de apoio como vídeos e diagramas, mas não podem incluir conteúdo comercial ou menção a produtos e marcas.

Estas apresentações vão acontecer nos dias 22, 23 e 24 de maio de 2018 entre 13h30 e 16h30 no  São Paulo Expo dentro do pavilhão que vai abrigar a feira Tecnomultimidia Infocomm 2018

Os interessados em apresentar seu trabalho dentro destas áreas temáticas devem enviar um resumo da apresentação e um breve currículo pessoal para contato@aureside.org.br com o assunto “Apresentação Congresso Habitar 2018” até a data limite de 30 de novembro de 2017.

Mais detalhes sobre a chamada de trabalhos

Para conhecer os palestrantes e temas tratados nas edições anteriores do Congresso,  clique neste link