28 de abr de 2016

O papel da industria e dos consumidores na expansão dos programas de gerenciamento residencial de energia

Um recente estudo da Parks Associates indica que 62% dos consumidores domésticos norte americanos acredita que é importante economizar na conta de energia e 30% acredita firmemente que é importante ser "verde". No entanto, existem ainda inibidores como o receio dos custos de adoção destes sistemas de gerenciamento de energia, que estão impedindo a sua expansão - 44% destes moradores mostraram preocupação com "custos escondidos.
Novos personagens e os benefícios de soluções personalizadas e com acompanhamento em tempo real, ambas marcas registradas do mercado de casas automatizadas, estão abrindo novas possibilidades para o gerenciamento de energia", diz Tom Kerber, diretor de pesquisa da Parks Associates. Um baixo nivel de conhecimento e a preocupação com os custos muitas vezes tem bloqueado o interesse dos moradores em soluções ligadas à energia, mas agora a própria natureza das tecnologias IoT (Internet das Coisas) está criando novos caminhos para vencer estes obstáculos históricos.


27 de abr de 2016

Curso de Integrador - 99a turma concluída!

Encerrada hoje em São Paulo mais uma turma do Curso de Integrador de Sistemas Residenciais da AURESIDE. Este programa nacionalmente reconhecido vai atingir a marca de sua 100a. turma no próximo mes de maio, a qual será realizada em Fortaleza nas dependências da UNIFOR.

Agradecemos a participação nesta turma 99 de nossos associados Finder, FlexAutomation, Hayden, Iluflex, Neocontrol e Struxi que fizeram apresentações para os participantes.

E desejamos aos novos colegas muito sucesso na sua nova atividade!

25 de abr de 2016

Automação Residencial ajuda construtores a enfrentarem a recessão

Fonte: SecuritySales.com

Um terço das construtoras norte-americanas de casas (36%) dizem ter experimentado aumentos de receita devido a instalações de sistemas de automação residencial de acordo com o 14o. relatório da Consumer Technology Association. Desde 2009, o número de construtores relatando aumentos de receita subiu mais de 10 pontos percentuais, o que demonstra que a tecnologia instalada nas casas novas ajudou a indústria da construção a saltar acima da recessão.

"À medida que mais consumidores estão vivendo vidas digitais, este tipo de tecnologia ajudou a agregar valor para a construção", diz Chris Ely, gerente sênior de análise da indústria, "E com a melhora da economia, os construtores estão aprofundando e diversificando suas ofertas de tecnologia e encontrando mais oportunidades de receita como resultado. Para expandir seus ganhos, os construtores devem continuar a comercializar os benefícios da tecnologia de casa inteligente para gerar o interesse do comprador e aumentar o potencial de receita ".

Com quase 90% das novas casas tendo uma conexão de banda larga, a metade das novas construções - em especial casas unifamiliares, casas de luxo e apartamentos em condomínios - têm dedicado espaço para abrigar escritórios domésticos. Mais de 60% dos construtores já incluíram a oferta de "home offices" em suas novas construções

"Embora os consumidores tenham limitações financeiras, a tendência constante para a maioria das novas casas que têm um escritório em casa sugere que cada vez mais americanos desejam um espaço de trabalho dedicado em casa, potencialmente devido ao aumento do teletrabalho", diz Ely. "Esta é uma área de oportunidade onde os construtores, fornecedores e sub-empreiteiros podem criar parcerias para promover tecnologias domésticas inteligentes para os consumidores, antes do início da construção."

Outras principais conclusões do estudo incluem:

Entre as novas casas, cabeamento estruturado (48%), sistemas de segurança monitorados (29%) e de home theater (pré cabeamento - 17%) continuam a ser as mais populares tecnologias domésticas instaladas. Além disso, várias novas tecnologias tiveram ganhos em novas instalações no ano passado, incluindo: sistema autônomo de vigilância por vídeo (nove pontos percentuais), domótica (oito pontos percentuais) e sistemas de gestão de energia (seis pontos percentuais).

Dada a posse generalizada de smartphones e tablets, os construtores relatam que mais de dois terços dos proprietários querem controlar a sua casa inteligente remotamente; ou com uma tela sensível ao toque (64%) ou um aplicativo em um dispositivo móvel (64%).

Construtores cada vez mais citam que especificações do próprio comprador ou do seu arquiteto e a necessidade de manter a competitividade como razões principais para instalar tecnologias de casa inteligente, além do . potencial de lucro que também é um fator chave.

O caminho número um para os construtores encontrarem empreiteiros de instalação (integradores) é através de referências (83%), como arquitetos, agentes imobiliários e outros construtores.


11 de abr de 2016

Encontro ASHRAE e AURESIDE

Representantes da ASHRAE estiveram reunidos com a diretoria da AURESIDE em São Paulo visando a aproximação e colaboração entre as duas entidades, 

Foram tratados assuntos envolvendo aspectos regulatórios e normas, participação conjunta em eventos da área de Automação Predial, divulgação em universidades e preparação de treinamentos em conjunto.

Com certeza haverá novos desdobramentos em breve e associados de ambas entidades terão novos benefícios resultantes destas ações

4 de abr de 2016

Como criar mercado para as casas inteligentes?


(Fonte: http://www.securityinfowatch.com)

Neste ponto, a maioria na indústria já concorda que a casa inteligente está aqui para ficar, e felizmente para muitos, a segurança é um dos principais mercados que podem se beneficiar.

A Gartner projeta que 4,9 bilhões de "coisas" serão conectados este ano e estudo da Icontrol Networks  (www.stateofthesmarthome.com) reforça a ideia de que a segurança está impulsionando a adoção de trecnologias no mercado residencial. Pelo segundo ano consecutivo, a segurança continua a ser o fator de motivação superior por trás  das compras envolvendo a casa inteligente, sendo que cerca de sete em cada dez (65 por cento) dos consumidores hesitam para comprar um sistema de automação se a casa não tiver recursos de segurança.

É claro que agora é o momento para os concessionários para aproveitarem o mercado de casa inteligente florescente; no entanto, para que as empresas de segurança independentes possam realmente aproveitar esta tendencia, os proprietários precisam entender a tecnologia e estes negociantes precisam saber como comercializá-la.

Aqui estão algumas táticas  que as empresas concessionárias  e os integradores devem considerar quando da venda de automação residencial para os proprietários.

Educar em primeiro lugar

Muitos proprietários de imóveis podem até saber sobre a tecnologia de casa inteligente, mas podem não estar cientes de como eles podem se beneficiar, por isso a educação é fundamental. Não apenas a deles. A sua também.

Em primeiro lugar, entender seus mercados. Por exemplo, se sua região é muito quente ou muito fria, você pode querer enfatizar a economia de energia; ou, se você representa uma comunidade com muitas casas de temporada, você pode oferecer a vigilância por vídeo remoto que oferece paz de espírito para aqueles com uma segunda propriedade.

Comece com o que você sabe melhor - a segurança - em seguida, descubra o que é importante para cada cliente e posicione as soluções alinhadas com as suas necessidades. Ao falar com um proprietário de um pet por exemplo, informá-lo até sobre notificações específicas que podem ser personalizados para seu mascote, como um alerta quando o cão vai para fora da casa

Quando se trata de compradores mais jovens, realçar a capacidade de cuidar de pais idosos. As gerações mais jovens esperam ter acesso por aplicativos móveis e receber notificações, enquanto que as gerações mais velhas querem algo fácil de usar e gerenciar.

Se nada em particular se destaca, comecem por explicar os benefícios potenciais - de gestão de energia, paz de espírito, etc. - junto com dispositivos compatíveis com o sistema e ver o que lhes  chama a sua atenção. Se eles não têm certeza, pedir-lhes para descrever todas as coisas que desejam que sua casa faça automaticamente.

Alavancar o seu fornecedor

Os prestadores de serviços domésticos inteligentes, muitas vezes oferecem assistência em alguns recursos. Colaborar com os especialistas podem facilitar a sua vida e tornar o marketing mais eficaz.

Muitos fabricantes soluções e materiais de formação - por exemplo, ADT oferece um Programa de Desenvolvimento Dealer para ajudar a gerar leads e clientes. Quando Icontrol lançou seu Icontrol One, uma solução para revendedores independentes de segurança, uma das primeiras coisas que fez foi em criar um kit para ajudar a educar os proprietários de casa e facilmente posicionar os benefícios junto aos clientes.

Alguns exemplos incluem:

- apresentações, folhetos e malas diretas para clientes;
- envio de e-mail informativo para clientes;
- ativos digitais.


Conheça os outros personagens

Os proprietários não são a única base de clientes. Os integradores devem investigar. construtores locais que  são ótimos recursos de geração de leads. Na verdade, 81 por cento dos entrevistados em um estudo recente  da Coldwell disseram que estariam mais propensos a comprar uma casa, se a tecnologia inteligente, tais como iluminação conectada, termostatos, segurança de acesso remoto e fechaduras inteligentes, já fossem instaladas pelo construtor.

Certifique-se de que as construtoras compreendem o valor da propriedade que oferece automação residencial, e eles vão vê-lo como um parceiro valioso.

Existem algumas maneiras que tornam possível negociar um valor máximo para este grupo:

Torne-se um recurso para a construtora. Ofereça-se para visitar com os proprietários futuros para discutir os benefícios da solução. 

Ajude a responder  questões técnicas e garanta que a construtora e seus clientes estão atualizados sobre novos produtos e ofertas.

Fornecer para a construtora um incentivo para vender a solução. Uma maneira de fazer isso é através da negociação para compartilhar uma parte da margem dos equipamentos  e do serviço. Para o comerciante que vende no mercado construtora, não se trata de ceder uma parte do lucro, mas sim sobre como maximizar a receita total e a margem através de volume.

Considere fornecer ao construtor um sistema plenamente operacional a ser usado para sua própria casa. Eles vão acabar achando que não podem viver sem ele, e será o melhor argumento para vendê-lo para potenciais compradores de casas.

Sabemos que os proprietários estão prontos e dispostos a adotar a tecnologia inteligente para melhorar a sua sensação de segurança, paz de espírito e conveniência. Também sabemos que eles estão procurando um conselheiro de confiança para ajudá-los a compreender e instalar tecnologia inteligente. Tudo isto acrescenta uma grande oportunidade para os integradores encantarem seus clientes e fazerem crescer os seus negócios. 

A hora de agir é agora.