15 de out de 2017

Seguradoras estudam o impacto das soluções de "casas conectadas" no seu negócio

Fonte: Insurance News Magazine

Pense em Automação Residencial e conectividade, mas no contexto das empresas de seguros - é assim que o diretor de seguro de casa do Reino Unido e a Irlanda da LexisNexis Risk Solutions colocou, quando a empresa anunciou as descobertas de pesquisas recentes sobre seguradoras e casas conectadas.

Aqui está o que o novo estudo do mercado de seguros de casa do Reino Unido encontrou:

  • 75% das seguradoras domésticas esperam que a tecnologia de casas inteligentes afete positivamente a mitigação de riscos.
  • Apenas uma quarta parte dos proprietários usa atualmente tecnologias domésticas conectadas.
  • 81% das seguradoras de casa antecipam que a indústria afetará a adoção de tecnologia inteligente.
  • 87% dos proprietários acreditam que reduzir o número de perguntas tornaria o processo de inscrição da cobertura doméstica mais fácil.
  • 85% das seguradoras domésticas pensam que a análise de dados será de grande relevancia no próximo ano ou dois.

De acordo com a LexisNexis, existe uma oportunidade para o mercado de seguros de casa desempenhar um papel mais ativo no envolvimento de clientes em tecnologias domésticas conectadas. Ele disse que a pesquisa mostrou que as seguradoras domésticas precisam superar as barreiras citadas pelos próprios consumidores. Estas incluem o custo percebido, a falta de valor percebido e a falta de informação e compreensão sobre a tecnologia.

"Acreditamos que os dados de tecnologia de casas inteligentes possuem enorme potencial para seguradoras domésticas", disse Jay Borkakoti, diretor de seguro para o Reino Unido e Irlanda, na LexisNexis Risk Solutions. "Pense em tecnologia doméstica conectada como semelhante a um dispositivo de telemática instalado em um carro com a seguradora recebendo alertas sobre falhas emergentes e informações baseadas em comportamento - fornecendo à seguradora informações fatuais sobre fatores conhecidos que geram riscos".

Borkakoti pensa que a combinação de dados da tecnologia de casa inteligente com análises avançadas ajudará as seguradoras locais a obter melhores perfis de risco, resultando em preços mais precisos. "Esta tecnologia conectada tem o potencial de mudar a função das seguradoras de pagar inednizações para evitar que a reivindicação ocorra em primeiro lugar", acrescentou.

Nenhum comentário: